sábado, 28 de maio de 2011

Somos sóis




e a solidão costura

fios plenos de vazio

entre nós

6 comentários:

dudv disse...

Triste e belo. Gostei.

J.R. Lima disse...

...almas ligadas pelo vácuo.

Angela disse...

Obrigada Dudu!

Rodolfo,
Quem se pretende Sol(estrela), acaba muito só, não acha?

Diga-me, tem gente viajando? Sem postar? Percebi que os últimos contos, seguidos, foram postados por mim e estranhei, pois anunciavam em meu blog um outro conto e dava erro, erro, sem mostrar a página.

J.R. Lima disse...

sim, ser o centro do univreso deve ser uma coisa muito solitária.

Quando às postagens, há duas coisas. O blogspot parece que andou tendo uns problemas. Além disso, as pessoas falham, às vezes. Embora seja raro falharem muitos na mesma semana,isso às vezes acontece.

Um abraço.

Silvio Vasconcellos disse...

Tanta densidade em tão poucas palavras...

Muito bom, Ângela.

Angela disse...

Obrigada gente!
Rodolfo, eu costumo ser tão Caxias e o Silvio me ensinou a programar, então... só não posso com o Blogger! :D

Sílvio, agradeço seu apoio de sempre.
Um abraço.