segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Ru-ela



Esperava na esquina: roupa escura, cabelo no rosto, silêncio. Via e ouvia sem ser percebida. Preferia assaltar homens grandes. Tremiam feito meninos e não a denunciavam de vergonha.

6 comentários:

* hemisfério norte disse...

todo o homem tem medo
mesmo que nem sempre
-
bj
a.

J.R. Lima disse...

ah... mulheres e a arte de tirar proveito de uma aparente desvantagem.

LuRJ disse...

Mulheres nem sempre estão à beira de um ataque de nervos.E homens têm que encobrir suas fraquezas:concequência do patriarcalismo...

LuRJ disse...

Aiê,que erro! só mesmo eu,desastrada.Pode ler "consequência" em lugar da barbaridade que "concequência" representa.Escrever sonada dá nisso...rss... Bjs,querido.

~pi disse...

sobre o s mito s

[ que escondemo s

aflito s,





~

Babi M.S. disse...

sabe que as vezes penso nisso... que os homens ainda terão medo sair nas ruas á noite...medo delas