quarta-feira, 25 de novembro de 2009

No cinema


A cada beijo seu, uma cena que eu perdia e outra que nós criávamos.

4 comentários:

Ana Pallito disse...

sonho

Silvio Vasconcellos disse...

E era bom...

Funes, o memorioso disse...

Aposto que o filme não prestava.

Estefani disse...

Nova versão do cinema mudo.
Tantos beijos, não restavam espaços para palavras.