segunda-feira, 22 de junho de 2009

Free hugs



O que faço quando abraço é ultrapassar o espaço do medo ao encalço do teu peito que pulsa descompassadamente.

2 comentários:

Tiago F. Moralles disse...

Bom.
Profundo e agradável.

Babi M.S. disse...

pula, pula de cabeça que a vida é uma só!