domingo, 28 de junho de 2009



~







temo a ruína desse pacto

temo a ruína afogadiça

dos teus espelhos

] íntimos dum tempo

[ temo que não cuides da minha

morte

recortada a falésias e sal



2 comentários:

entre dentes disse...

Belo, espelhos de vida e morte, vénia da noite, farol, faro, faraó, nosso Deus!

Babi M.S. disse...

no mar tudo vira pérola...sal d'água nas lagrimas da morte...mas casa de véu, de grinalda, de ti!se assim gostas...poe o medo ao chão pra que ele lhe tenha respeito!