domingo, 12 de julho de 2009

~










[ de joelhos no chão e terra na boca pro-cur(a a pa-lavra que

nada no-meie ]
a trans-parência i-móvel da única tra-du-ção,

.

3 comentários:

Débora Linden Hübner disse...

Blog mt gostoso de ler!

entre dentes disse...

Ou de cabeça para baixo e pedra na boca procura o silêncio.

* hemisfério norte disse...

é única a tua forma de lavrar a palavra.
bj
a.