segunda-feira, 21 de junho de 2010

vida SUS pensa


Foi pego na rua: valia dinheiro. Não tinha identidade ou família.

Mais tarde não teria, sequer, os órgãos.

Um comentário:

contagotas disse...

Dura a realidade!