segunda-feira, 21 de março de 2011

O verso da poesia


Vivia enfrentando a inquietante paralisia que ocupa o verso da poesia.

4 comentários:

LuCordeiro, disse...

Há versos na poesia.Também há reverso.E agora,como encaro essa paralisia?Inquietante,mas passageira?

Angela disse...

Tudo nesta terra é duplo. Quem sabe quanto mais dinâmico o verso o verso do verso mais estático será?

Moita disse...

Nem tudo é tão forte;
nem tudo é raquítico.
Nem tudo é tão bom;
nem tudo é político.
Tudo é inquietante
em verso paralítico.
rsss

Moita

Ps. Parabéns pela ideia, Silvio

Moita disse...

Silvio

Tentei te mandar "uma minimizada" (rsss), mas o outlook Express ta apresentando erro.

Abraços