domingo, 10 de julho de 2011



~









porque ninguém me leva à pradaria dum sótão de cortiça

a beber água corrente

a escrever patas de lama - quando chova



~



4 comentários:

Angela disse...

porque as pessoas perderam a poesia e os valores reais.
lindo este pranto por escrito!

~pi disse...

Sim, Ângela, obrigada - é isso mesmo, suponho... fomos
des(almando ~

um Ar de disse...

Saudades
de brincar...
das gargalhadas cúmplices das crianças iguais a mim.
Ninguém é mais igual a nós...
assim, na vida.
E não importa, depois.
:)
[Beijo...@, com sabor a infancia]

~pi disse...

de certo modo somos aqui: meninas-de-cumplicidade:
de
muitas luas
e
rabinhos
de
cavalo




~