sábado, 26 de novembro de 2011

Medo



-Vovó, esconde o palhacinho! Tenho medo.

- Ele é de brinquedo, não te fará mal.

Pela manhã, a avó procura o menino.

Sob a cama, jaz o pequeno, cianótico, contraído, apertando o pescoço do palhaço.

3 comentários:

Duarte disse...

Fruto da convivencia.
Um fim feliz!
Abraços

Angela disse...

Ironicamente, talvez!

Olhar... disse...

:(