terça-feira, 28 de outubro de 2008

broken



imagem google
.
O pesado silêncio ocorreu exactamente às 01:35, quando ela disse que o amava.
Ele não respondeu.
.

8 comentários:

Silvio Vasconcellos disse...

Tem o peso do mundo... Depositar a expectativa de uma resposta no olho de alguém e encontrar um vazio é avassalador.

Priscila Lopes disse...

Silências como esse são realmente arrasadores.

Priscila Lopes disse...

silêncios*

Leila Saads disse...

Quem sabe o futuro não reserva um "eu também".

J.R. Lima disse...

ah, expectativas, como viver sem elas?

e como sobreviver a elas?

*Raíssa disse...

Não sei o que é mais difícil: viver sem elas ou tentar sobreviver a elas.

Everaldo Ygor disse...

Ao ler...
Não respondi...
Abraço & Beijo!
Everaldo Ygor

Oliver Pickwick disse...

Não é presunção, prezada Ana, mas se estivesse no lugar desta personagem, pensaria: "bem, pior para ele!". Quem tem vida interior rica, está acima de silêncios deste tipo.
Um beijo!

P.S.: A ~pi anda sumida, hein? Tenho saudades dos seus versos escritos com passos de bailarina. ;)