domingo, 6 de fevereiro de 2011

Menino de rua


fonte da imagem: Fernando Gonzaga

Vive apenas de carne, osso e pés descalços.

4 comentários:

LuCordeiro, disse...

E o crack quase sempre presente:uma lástima.Enquanto as mulheres botarem filhos no mundo como se fossem coelhos,e sem condições de criá-los,o problema continua.Mas num país hipócrita,onde o controle da natalidade é proibido porque as igrejas precisam de miseráveis,os meninos de rua vão se multiplicar e os traficantes de drogas,fazendo a festa.
Coisas de terceiromundismo caótico.

Silvio Vasconcellos disse...

Marcus!

Excelente! A síntese está plena de significados.

Parabéns pela participação!

Sílvio

Angela disse...

Muitas vezes nem carne... só pele e trapos. Gostei do conto, quanto à realidade, a desejava tão diversa.

M. Mazieri disse...

A realidade existe mesmo que a gente não a veja. Esse é um problema enorme.

Obrigado por abrir esse espaço Sílvio!

Fiquem na paz.