segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Amar é...

.
Setenta e três anos de idade, quarenta e sete de casados.
Acorda de manhã e diz a ela:
- Foste a melhor escolha de minha vida...

[homenagem aos meus pais no aniversário de casamento, depois de ouvir o relato
de minha mãe]
.

11 comentários:

~pi disse...

sem palavras,

white and mooooo

oooving :)

joão m. jacinto & poemas disse...

Olá!


Sempre agradável estar aqui!

Um grande abraço!



E viva o amor!



Aonde moras tu, nas palavras que digo?
Que adjectivos revestem tua rua?
Quantas sílabas têm nossos passos,
de mãos dadas ou mesmo quando agarrados?
E em que noite serão meus versos,
o leito de saborosos pecados,
e tu poesia?


joão m. jacinto

J.R. Lima disse...

Muito lindo, isto tudo, tanto o texto quanto a homenagem!

Um grande abraço a vocês todos!

Sabrina Sanfelice disse...

Fico feliz em saber que ainda posso fechar os olhos e saber que isso existe, de fato.

Parabéns...

Santa disse...

Lindo! Meus queridos tios...Precisa dizer se chorei! E muito!

* hemisfério norte disse...

lindooooo
lindooooo

:)

bj

*Raíssa disse...

Oouun que lindo! Amor pra vida toda!

Du Santana disse...

Nossa!

Vap disse...

Muito bonito!
Parabéns!

luCordeiro disse...

Sílvio,amigão,te achei finalmente.Sei que sumi, fugi,abandonei tudo.Mas estou de volta e te acho nessa casa com Ana,querida amiga tb.Lindo este espaço,e sua homenagem aos seus pais foi de uma delicadeza que só vc possui.Parabéns a eles pq um amor de tantos anos é uma jóia rara.E o que sua mãe te disse é alguma coisa que vc guardará como um tesouro.Tocou-me o coração.Beijos,meu lindo.

Elenita Rodrigues disse...

Chorando...