terça-feira, 11 de novembro de 2008

o requinte da perfeição

imagrem google
.
recebeu-a na cor encarnada.
nem brilhante nem opaca. de porte directo e justo tresandava a elegância.
adorava receber flores.
abriu uma nova pasta e guardou-a.
depois, desligou o computador.
.

6 comentários:

Silvio Vasconcellos disse...

Quando o presente vem de quem nem se esperava, mas com o carinho da lembrança e o afago do sentimento, sendo virtual ou real, a emoção será verdadeira.

J.R. Lima disse...

virtual
virtuoso
vir...

Everaldo Ygor disse...

Flores, teclas, imagens...
Desligou sua mente, seu tato...
Abraços!

Eurico disse...

Belíssimo texto. Bem a calhar!

~pi disse...

inodora:

~( definitivamente precisava

duma pétala

real, pensou




beijo ~

Anônimo disse...

En carnada
Coomo o amor.

Amei

abz
zilly