segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Fantasia & Carnaval


A fantasia estava lá. Empoeirada, pendurada no cabide, mas viva. Cada vez que abria o armário, lembrava o Carnaval. Por instantes pensou o que fazia a fantasia quando fechava a porta.

5 comentários:

Priscila Lopes disse...

Adorei, muito bom!

J.R. Lima disse...

A gente nunca sabe, com certeza, né?

LuCordeiro disse...

Sílvio,vc não sabe o que fazia a fantasia?Ficava esperando por ele,como sempre.Uma espera agoniada,sem certezas,a espera por uma esmola de carinho ou simples olhar.Ela o amava em silêncio,no escuro...
Bjs,querido.

Beto Guimarães disse...

Ótimo miniconto. Criou a expectativa e deixou a imaginação do leitor à conclusão. Parabéns.

Moita disse...

Silvio

Com sempre irretocável.

Abraços