domingo, 6 de julho de 2008

Estrige

Fonte internet


Acordou diferente, sentindo-se fraca. Não lembrava quase nada da noite anterior. Bebera demais.Olhou-se no espelho.Lembrou então do beijo, do homem, do perfume.E sentiu a dor da mordida no pescoço.

8 comentários:

Angela disse...

Muito bom Ana mas, estrige não é uma feiticeira ou vampira feminina? É esta a idéia ou delirei? Ela tornou-se vampira?

PALAVRAS&POESIAS disse...

Angela, o miniconto permite o que o leitor quiser. Mas pensei em uma mulher mordida pelo vampiro. Vampiro pode ser muitas pessoas, que se aproximam só para sugar, usufruir.
Obrigada pela leitura e mil beijos.
Ana Melo.

Camilinha disse...

... quem nunca sentiu-se assim, que atire a primeira pedra.


beijos daqui...

Silvio Vasconcellos disse...

Na noite, na meia-luz, entre 4 paredes, somos todos vampiros uns dos outros...

~pi disse...

torci colo?






~

PALAVRAS&POESIAS disse...

Angela, claro que pode torcicolo, vai que ela tenha ficado em determinada possição por muito tempo!! :)

PALAVRAS&POESIAS disse...

Angela, claro que pode torcicolo, vai que ela tenha ficado em determinada possição por muito tempo!! :)

*Raíssa disse...

Isso se chama chupão.