segunda-feira, 25 de agosto de 2008

tortura

.
.
O que lhe apertava a garganta, espremia o pulmão, amassava o estômago e pisava sua língua era uma vontade infinita de saciar o seu cérebro.
.

7 comentários:

* hemisfério norte disse...

sufoco
-
já conhecia, mas o impacto será sempre o mesmo.
-
a.

Maria disse...

eu não conhecia e gostei ! A imagem é mesmo claustrofobica :(

~pi disse...

tenho grande dificuldade em

olhar, sílvio.

como se o olhar virar vómito...

Bill Stein Husenbar disse...

Que verdadeiro sufoco, ânsia...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Pedro disse...

Então sacia! Faz bem!

Priscila Lopes disse...

Muito bem entrelaçado.

Sílvio, não sei o motivo do meu post não ter sido publicado semana passada. Eu tenho certeza de que havia feito o agendamento. Tomarei mais cuidado nas próximas semanas...

Abraços!

Carlos César Pacheco disse...

As vezes é bom estar enrolado num espaço apertado e sem luz . acima de tudo do texto espreita a vontade de mais.