sexta-feira, 25 de abril de 2008

Cravado n'alma


.
.

Olhou no olho do jovem que lhe ameaçava com um cravo. Ria da inocência, desdenhava do sonho e arrotava empáfia. Sua arma era o medo, seu fim, a arrogância.




5 comentários:

Ricardo Rayol disse...

no mínimo impressionante

* hemisfério norte disse...

Hoje comemora-se o dia da Liberdade no meu país. Estive fora o dia todo e foi gratificante chegar aqui e ver este post que vem do outro hemisfério.
Obrigada Silvio.
MUITO OBRIGADA!
bjs
a.

un dress disse...

dia de lembrar se ... ~








beijO

Pedro disse...

Só poderia acabar mal quem usa a arma do medo.

Betho Sides disse...

Arrogância deu em nada...venceram "os cravos" Um forte abraço.