terça-feira, 29 de abril de 2008

apelo do mar em remoinho

Joan Miró (imagem do google) Bleu II
-

entre o musical ranger das tábuas toca o sino do navio.
embriagada de sal oiço scherzi, ópera e ondulo como uma batuta.
por fim chego a terra, empurrada pelos ventos do Oeste, e adormeço em delírio.

-

-

7 comentários:

Eurico disse...

Ondular e dar à praia ouvir sinos e o musical ranger das tábuas. Um delírio. Onírico.
Abraço fraterno

Sílvio disse...

Posso sonhar mais um pouco navegando neste mar de sensações?

Anônimo disse...

Bem que podias ter aportado por aqui, como o teu conteraneo Cabral o fez .. um beijo grande meu .. guto leite.

Ricardo Rayol disse...

Do timão tomou a frente, singrou mares inclementes, bordejou, arribou e ao final aportou. Exatamente de onde saíra.

sabe que gostei desse?

Betho Sides disse...

Rodopiou navegando, em circulos singrando e voltou em delírio para descansar em terra mãe!

Isso é muito bom, abraços amada.

nj.marabuto disse...

quero uma nau só para meus pensamentos... porque deixam meu corpo à deriva e não há sinal de terra à vista

beijo

Pedro disse...

Bons sonhos...