sábado, 19 de abril de 2008

a aridez do deserto

imagem do google



contava-se, num tempo Dali distante, que um homem louco e de longos bigodes pintava relógios. depois, colocava-os ao sol para secarem e eles derretiam.

.
..

17 comentários:

Rato do Campo disse...

Aquilo, em Cadaquès, faz muito calor... ;)

Ariana disse...

Blog diferente, interessante!

Beijão

BOm Fim de semana!

lenekuhnen disse...

Dali, daqui, de lá.Vamos derreter o tempo e recolher as melhores horas...
Adoro suas poucas letras em infinitos escritos...
Beijos sem tempo
Marlene

Guto Oliveira disse...

HN, O tempo, literalmente, passa... // Gostei muito de tudo aqui. Bom final de semana. Beijos.

http://quasepoema.zip.net

detesto anonimos disse...

...contava-se, num tempo distante, que uma criança inocente e de muitas fantasias pintava sonhos coloridos.

depois, colocava-os ao sol e eles secaram, derretem, mirraram e esfumaram-se...

c'est la vie...

Anônimo disse...

.

Ricardo Rayol disse...

Contavam, num passado D'ali há não muito tempo, que um bigodudo louco pinta relógios como presente terapia. Colocava-os para secar e, num futuro póstumo, derreteriam-se.

(desculpe, não resisti)

Juliana Caribé disse...

Gostei...

Beijos.

Hodric disse...

Minha amiga mais doce,

Parabéns pelos ótimos textos, belíssimas produções. Meus parabéns, Choco, tudo está a ficar lindo.

Digito com pressa, antes que os dias me derretam da face a inocência de jovem e a esperança que tenho de mudanças positivas na vida.

Um grande beijo!
(Receba-o antes que derreta)

Hodric disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hodric disse...

Só para ressaltar, indiquei seu blog a um selo e um questionário.

Confira os detalhes lendo a postagem do dia 20/04.

Eurico disse...

Belíssimos, embora mínimos.
Cá estou a te saudar desde Olinda, Pernambuco, Brasil.
Abraço fraterno.

nj.marabuto disse...

=) genial.

Lasombra Ribeiro disse...

Coisas do tempo né...

Passando...

Passando...

beijos...

Adorei o blog..estou linkando ok!!

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Escritos são assim, sem tempo, sem tamanho certo, são Dali...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Rodolfo disse...

Deixados ao tempo, derretem-se os relógios...

este blog está melhor a cada dia.

Yara disse...

E dalí em diante, o tempo pára...

E, às vezes, há uns escritos que também fazem derreter o tempo, parar tudo ao redor, quando estamos lendo....