sexta-feira, 6 de junho de 2008

Noites e dias em mim


.
.
No céu de minha boca havia estrelas cadentes a esfolar-me a fala. Antes que ela dissesse que sim abri-me em sorrisos e a luz do sol pode aplacar a noite de desejos que já não me cabiam mais.
.

3 comentários:

* hemisfério norte disse...

beijo brilhante
maior que o espaço
--
bjs
a.

Vinícius Aguiar disse...

O amor verdadeiro não permite palavras, a fala se cala, o sorriso se abre e o céu se ilumina de "estrelas cadentes".

Pedro disse...

Tem coisa melhor que o sol?