sexta-feira, 20 de junho de 2008

Quintan-idades


.
imagem daqui - Mário Quintana
.
De repente, notou o espelho oxidado. Depois a pele vincada e sem brilho... os malditos pêlos no nariz e ouvidos, como se tivesse engolido um gato. Nos olhos, tal qual celas, viu um menino aprisionado.
.

4 comentários:

* hemisfério norte disse...

valeu a pena esperar.
gostei demais
bj
a.

PALAVRAS&POESIAS disse...

Lindo Sílvio!
Simplesmente demais.
Abraço da Ana Mello.

Pedro disse...

Aprisionado? O bom é deixar o menino liberto para as traquinagens!

Angela disse...

Fantástico! acho que Quintana adoraria!