quinta-feira, 29 de maio de 2008

os direitos desumanos

imagem google
.
dores insuportáveis aquelas.
sempre que saía do xadrez vinha cheia de hematomas.
era maltratada. era mulher.
tomou um banho e foi de novo para a rua onde seria de novo maltratada - tinha contas a pagar.
.

* A violência contra as mulheres e os alegados maus-tratos da polícia voltaram a colocar Portugal no relatório de 2008 da Amnistia Internacional divulgado esta quarta-feira, 60 anos depois da Declaração Universal dos Direitos Humanos.


.

10 comentários:

Pedro disse...

Uma pena saber que isso acontece.

Sílvio disse...

Acontece aqui também, onde meninas são colocadas em celas com crimonosos homens... É a barbárie...

Um blog não é só para lirismos. É também para denunciar, opinar, agir.

PALAVRAS&POESIAS disse...

E acontece também em muitas casas aparentemente normais. Felizmente temos a Lei Maria da Penha que ajuda essas mulheres a se livrarem da violência física e psicológica.
Abraço da Ana Mello.

Anônimo disse...

Os grandes culpados por todo esse estado de coisas somos nos, que para aplacarmos a nossa consciência, até determinamos um dia no ano para fazermos vcs iguais ... espero que possamos prestar mais atenção em vcs que são parceiras, companheiras, amigas, mulheres e que estão conosco pro que der e vier ... vejamos a coisa da seguinte forma ... vcs não foram feitas nem para andar na frente, muito menos atrás ... e sim pra de mãos dadas percorrermos o longo caminho da nossa jornada terrena .. pois pelo que me consta ninguém nasceu para sofrer .. o dia em que tivermos essa consciência, com certeza fatos como esses relatados por vc, não mais existirão .. um beijo grande do amigo carioca que muito a respeita e estima .. guto leite.
www.chutandoobardi.blogger.com.br

Ricardo Rayol disse...

e ficou um texto perfeito, apesar da degradação que transmite

DO disse...

É vergonhoso que estas coisas ainda aconteçam.

Beijao!!

Raiz disse...

Mulher nasce para produzir leite e lágrimas
e não idéias.
Mulher nasce para espiar por trás da persiana
e não para as ruas.
Mulher nasce para doar seu corpo
e não para decidir sobre ele.
Mulher nasce presa às novelas, à cozinha e à sala de estar;
e não aos livros.
Mulher nasce para calar-se
e não para dizer o que se pensa.
Mulher nasce para aceitar
e não para fazer o que se sente.
Tentaram convencer a mulher disso tudo
Mas ela não acreditou.

Vinícius Aguiar disse...

A questão do mal-trato com as mulheres infelizmente é uma questão mundial, e espero que um dia, as próprias mulheres inicialmente, seus respectivos companheiros, e as autoridades competentes, possam agir mais efetivamente para sanar este mal que nos traz tanta indignação!

Ah, obrigado pelas palavras gentis ao comentar meu blog!

detesto anonimos!!! disse...

HOJE RECEBI FLORES

"Hoje recebi flores!...
Não é o meu aniversário ou nenhum
outro dia especial; tivemos a nossa primeira
discussão ontem à noite e ele me disse muitas
coisas cruéis que me ofenderam de verdade.
Mas sei que está arrependido e não as disse
a sério, porque ele me enviou flores hoje.
E não é o nosso aniversário ou
nenhum outro dia especial.


Ontem ele atirou-me contra a parede e
começou a asfixiar-me. Parecia um pesadelo,
mas dos pesadelos acordamos e sabemos
que não são reais. Hoje acordei cheia de dores e
com golpes em todos lados.
Mas eu sei que ele está arrependido, porque me
enviou flores hoje. E não é Dia dos Namorados
ou nenhum outro dia especial.


Ontem à noite bateu-me e ameaçou matar-me.
Nem a maquilhagem ou as mangas compridas
poderiam ocultar os cortes e golpes que me
ocasionou desta vez. Não pude ir ao emprego
hoje porque não queria que percebessem.
Mas eu sei que está arrependido porque ele
me enviou flores hoje. E não era Dia das Mães
ou nenhum outro dia especial.


Ontem à noite ele voltou a bater-me,
mas desta vez foi muito pior. Se conseguir
deixá-lo, o que é vou fazer? Como poderia
eu sozinha manter os meus filhos?
O que acontecerá se faltar o dinheiro?
Tenho tanto medo dele!
Mas dependo tanto dele que tenho medo
de o deixar. Mas eu sei que está arrependido,
porque ele me enviou flores hoje.


Hoje é um dia muito especial:
É o dia do meu funeral.
Ontem finalmente conseguiu matar-me.
Bateu-me até eu morrer.


Se ao menos eu tivesse tido a coragem e a
força para o deixar... Se tivesse pedido ajuda
profissional... Hoje não teria recebido flores!

J. disse...

E o pior é que essa é a dura realidade...
A realidade que muitos de nós não conhecem.

Fiz um trabalho recenetemente sobre Os Direitos da Mulher como Direitos Humanos.
E é inadmissível que o Mundo continue assim...