quinta-feira, 1 de maio de 2008

partir

imagem do google
.


Passado o futuro, veio o presente.
Na casa outrora branca, o negro da humidade invadia as paredes.
Pela porta entreaberta e já sem fechadura, via-se o gato Sam em cima do piano.

Todos tinham partido.
Só ela restava para recordar os serões



.

8 comentários:

Lasombra Ribeiro disse...

Adoro gatos, para mim eles sim são os melhores amigos do homem...

Estão sempre lá...observando tudo...


Beijos!!!

Leila Saads disse...

É a hipérbole da minha alegoria ;)


A saudade do seu texto é triste, vem banhada de solidão.

Beijos :*

detesto anónimos! disse...

...mas como a seguir ao presente ha futuro e ele nem sempre é negro, mesmo sem o gato sam, ela voltou a sorrir dedilhando o piano ao recordar os seroes de antigamente...

Pedro disse...

É, chega uma hora em que é preciso partir.

Sílvio Vasconcellos disse...

pura nostalgia!

Ricardo Rayol disse...

não sou bom com parábolas mas sei quando vejo uma que é um show.

Yara disse...

Passado o futuro, veio o presente... Entre eles, uma porta entreaberta, que o gato atravessa sorrateiro. Transitando tempos...

Que imagem...

Chuvinha disse...

Sempre resta algo ou alguém para nos fazer imaginar a história.